É essa necessidade de falar e falar e falar o tempo todo que me faz, mais uma vez, escrever sobre o que eu sinto.
Não que tudo aqui escrito seja verdadeiro, pode ser que eu somente tenha descrito alguma vontade-fantasia-ilusão.
Nem todos os textos são atuais, retiro alguns de blogs, fotologs e diários antigos.
Não tente entender, não tente compreender.

A verdade e a mentira só existem na sua cabeça.

*

sexta-feira, 10 de junho de 2016

O amor que eu guardei pra você.

Pra você guardei o amor que nunca soube dar...
E esse sentimento tão lindo que existe dentro de mim, ninguém conseguiria entender...

Gosto tanto, mas tanto de você que de vez em quando chega até a doer.